Mitos sobre as relações públicas

16/03/2016 por LVBA Comunicação

Relações Públicas não é uma atividade exatamente fácil de se explicar. É rodeada de mal entendidos e mitos que se perpetuam de geração para geração.

A LVBA, como uma das agências de RP pioneiras no país, tenta quebrar alguns dos principais mitos relacionados à atividade:

1. Assessoria de imprensa resolve todos os meus problemas.
Imprensa é público-meio: por meio da imprensa você valida as mensagens disseminadas no relacionamento com os demais públicos de interesse. Imprensa não substitui. Pode complementar. Além disso, uma vez que existem menos veículos de imprensa, menos espaços até mesmo nas mídias online e, cada vez mais, menos pessoas investindo na assinatura de jornais, revistas e conteúdo online, as ações de assessoria de imprensa jamais podem ser vistas como uma única ação a ser implementada.

2. Um bom estagiário pode fazer a gestão das mídias sociais da minha empresa.
É nas mídias sociais que se estabelecem relações. Uma postagem é sempre institucional, é uma marca falando e respondendo. Não é possível delegar a um estagiário tamanha responsabilidade. Além disso, tudo o que é postado, deve ter algum alinhamento estratégico para que tenha sucesso. O mesmo se atribui a design e à comunicação de forma geral.

3. Ações de comunicação corporativa não são tangíveis, nem mensuráveis.
De forma alguma. A LVBA desenvolveu uma metodologia própria, o IDIM, que define indicadores objetivos para mensuração de todas as ações de comunicação, gerando gráficos e análises a fim de comprovar a eficácia estratégica da comunicação.

4. Assessoria de imprensa é espaço gratuito.
O espaço editorial (não publicitário) pode ser “gratuito” ou não. Espaço gratuito é aquele que o jornalista publica entendendo que a pauta é relevante para seus leitores e por isso torna o assunto notícia. Hoje existem espaços não gratuitos bastante interessantes, com características jornalísticas, que conferem credibilidade, e com formatos diferenciados e bastante eficientes para o cliente. Estes novos formatos são chamados branded content.