Empresas B2B, prestem atenção no LinkedIn

25/05/2015 por Valéria Allegrini

A maioria das empresas business-to-business (B2B) que conheço ainda tem restrições ou muitas dúvidas em relação às mídias sociais, explorando pouco o potencial destas ferramentas como estratégia de comunicação, relacionamento e negócios. As que ousam, muitas vezes acabam escolhendo o Facebook como alternativa até porque, nós brasileiros, somamos 89 milhões usuários da rede.

Mas, outra plataforma – o LinkedIn – tem mostrado sua efetividade para o mercado B2B e as empresas mais atentas já estão presentes na rede, gerando bons negócios e atraindo profissionais talentosos. Cinco anos após o lançamento de sua versão em português em abril de 2010 com 1 milhão de usuários, hoje, o LinkedIn soma 20 milhões de brasileiros presentes na plataforma. O terceiro maior mercado do mundo.

Fora isto, entre todas as plataformas sociais, o LinkedIn possibilita segmentar as informações para profissionais com elevado nível de formação. Ou seja, é possível formar grupos de discussão e de compartilhamento em diferentes temas e mercados por meio de informações relevantes e que trazem valor, conhecimento e oportunidades aos profissionais da rede e empresas.

Recentemente, o LinkedIn Brasil divulgou dados bastante interessantes sobre o perfil dos usuários brasileiros e que para nós, profissionais de comunicação, geram bons e consistentes argumentos: a cada 2 entre 3 usuários têm diploma, sendo que a cada 1 em 4 tem pós-graduação. Não bastasse, 3 em cada 5 brasileiros da rede gostariam de interagir com uma empresa no LinkedIn, 3 em 4 consideram a plataforma uma fonte confiável de informações de indústrias e empresas e 78% esperam que mais companhias se estabeleçam na plataforma.

Ainda resta alguma dúvida? Tem mais! Dados do relatório da empresa Regalix, empresa de marketing digital, divulgados em março deste ano, apontam que os profissionais de marketing entrevistados do mercado global de business-to-business, o LinkedIn é a rede social número 1 para lançamento de produtos. Citada por 81% dos entrevistados, está 10% à frente do Twitter (segundo colocado) e 27% à frente de Facebook e YouTube (dados traduzidos pela eMarketer).

 

A sua empresa está prestando atenção a estes dados? Quer saber mais como explorar as oportunidades no LinkedIn? Aqui na LVBA temos projetos personalizados de relacionamento em mídias sociais, que se transformam em ações e resultados efetivos.

Valéria Allegrini é apaixonada por comunicação e pelo setor industrial, seguindo a família de engenheiros. Atraída por temas técnicos que geram bons – e quanto mais, melhor – desafios comunicacionais.