Comunicação em movimento

05/02/2015 por Raquel Canineu

Em muitos lugares, comunicadores encontram dificuldades em trabalhar Comunicação Interna, pois algumas empresas acabam se restringindo a apenas informar os funcionários. Não estou tirando o mérito da informação, pois esta é essencial, afinal, como disse Corifeu de Azevedo Marques – respeitado jornalista brasileiro da primeira metade do século XX – “um homem bem informado tem maiores possibilidades na vida”. Porém, uma CI eficaz, é muito mais do que informar. Ao se restringir, a empresa pode acabar enfrentando uma série de problemas que afetam diretamente seus resultados como baixo desempenho, desalinhamento estratégico e alto nível de rotatividade entre os funcionários.

Embora muitas empresas saibam o que querem de sua comunicação interna elas não necessariamente sabem do que precisam. Como bons comunicadores, precisamos sempre reforçar que a comunicação interna é ampla e oferece inúmeros benefícios em termos corporativos quando bem utilizada, podendo ser feita por meio de diversas ferramentas e formatos diferentes.

A construção de um clima organizacional agradável, onde todos estão cientes das decisões que a empresa toma, faz com que os funcionários se sintam motivados e consequentemente mais engajados, o que acarreta aumento na produtividade, além de facilitar processos de mudança dentro da organização. Outro benefício é a consolidação da missão, visão e valores, o que vai refletir nas relações com o mercado.

Estimular o diálogo dentro da organização também é parte da área, e em primeiro lugar é preciso OUVIR. Os profissionais de comunicação tem como dever fomentar o diálogo nas empresas como uma via de mão dupla. Quando uma empresa não ouve, existe queda na produtividade e falta de envolvimento dos funcionários. O canal “Fale com o presidente”, blogs internos com abas para comentários e a aba de comentários dentro das notícias publicadas na Intranet – que deixa de ser um veículo estático para gerar interação do funcionário com a notícia, são alguns exemplos.

E finalmente, tudo depende de um bom planejamento, com objetivos e estratégias claros e eficazes. Durante esse processo, também é importante envolver a liderança, sempre reforçando a importância do tema, capacitando-os para multiplicar os valores da organização. Proporcionar o diálogo dentro da empresa é essencial para os comunicadores que buscam a excelência.

A comunicação tem como foco pessoas e não ferramentas. Seu objetivo é criar mensagens de longa duração, desenvolver ações críveis, manter uma conversa leal com os funcionários, para que no final das contas, nossos comunicadores possam encontrar realização profissional e pessoal. Afinal, um comunicador é apenas uma pessoa que se comunica com outras pessoas.