[:pb]Comunicação anda lado a lado com a Responsabilidade Social[:]

03/11/2016 por Bruna Murrer

[:pb]Desde que comecei a me engajar nas lutas sociais e lutar pelos direitos das minorias percebo como isso deveria estar mais presente no nosso dia a dia e o quanto deveríamos, especialmente como profissionais de comunicação, nos aprofundar nesses assuntos.

shutterstock_144653342

É muito comum vermos agências correndo atrás de informações sobre esses assuntos quando o seu cliente passa por alguma situação delicada ou uma crise relacionada a isso. É importante ressaltar que o profissional de Relações Públicas deve conscientizar seus clientes de que o seu relacionamento com os públicos de interesse não se resume apenas ao momento de crise — no qual a resposta precisa ser feita de forma ágil e inteligente.

Uma atuação socialmente responsável vai muito além de oportunismos momentâneos ou gerenciamento de crises. Afinal, temos a responsabilidade, enquanto comunicadores, de auxiliar, não só as pessoas, como também nossos clientes, a acompanharem as mudanças sociais.

Ultimamente as pessoas vêm tomando mais consciência do seu papel e de sua responsabilidade — o que eu, particularmente, acho incrível. Mas este despertar para o lado social precisa vir junto com ações e tomada de atitudes, o que nem sempre é fácil. Como profissionais, não podemos acatar vontades e pedidos dos nossos clientes sem pensar na mensagem que queremos passar.

Estamos sempre usando e abusando do discurso de que “devemos ser transparentes na nossa comunicação”, então, que tal começar fazendo a nossa lição de casa? Vamos alinhar nosso discurso com as nossas práticas e começar a planejar ações futuras com impacto que geram uma mudança de comportamento e um engajamento a longo prazo, para podermos fazer a nossa parte através da comunicação. [:]