A gente se adapta a tudo

19/03/2021 por Gisele Lorenzetti

Para isso, a gente vive de aprender, desaprender e reaprender. É possível. Principalmente quando o que está em jogo é a sustentabilidade das nossas vidas.

Esta semana é marcada por um ano de home office integral da LVBA. Já tínhamos um sistema híbrido antes, o que nos preparou, parcialmente, para esta fase. Me lembro de fechar as portas do escritório, no final do dia 18 de março de 2020, e com o coração apertado comentei “e pensar que a gente não deve voltar a se encontrar antes de 30 de abril, né”. Errei feio!

Jamais poderia imaginar que chegaríamos a um ano (e contando). E pensar que, nem em 30 de abril de 2021 vamos nos encontrar!

Foi uma decisão fácil? Não. A incrível equipe da LVBA tem características muito fortes: gosta e aproveita as companhias, as conversas, os almoços em turma e até as boas ideias de projetos que surgiam nos encontros no cantinho do café com bolo. Aproveitávamos cada minuto na nossa agência física.

A decisão aqui não foi entre um ou outro sistema de trabalho. Foi pela vida! De lá para cá, estamos mais unidos, ainda que distantes, com o objetivo de sobreviver, de cuidar uns dos outros, dos nossos familiares, e dos nossos queridos clientes. Enfim, de servir como exemplo, e também influenciar a sociedade.

E os processo de seleção e contratação virtuais? Humildemente posso dizer: mandamos muito bem. E quem pode me ajudar nessa avaliação são Cíntia Neves Silva, Heloizi Parra, Lucas Fernandes, Marize Vossen e Vanessa Aguiar. Muito bom tê-los por perto, mesmo que sem nunca tê-los abraçado “de verdade”.

E a LVBA como fica? Uma empresa com a experiência de mais de 4 décadas tem no DNA a adaptabilidade, se não, dificilmente teríamos chegado até aqui.

Agradeço a cada “LVBAne”, que mostra sua força todos os dias, em se manter são em meio à toda essa loucura, gerando resultados de alto nível. Tenho muito orgulho de cada um de vocês. E também a nossos clientes e parceiros que seguem confiando em nosso trabalho, mesmo num cenário tão desafiador.

Estamos unidos, estamos com saúde e fazendo nossa comunicação cada vez mais de gente para gente.

Por isso, se puder, #FiqueEmCasa! Ainda vamos precisamos muito disso e, com certeza, vamos precisar por mais alguns meses. Pela vida, vale a pena!